Reggae é reconhecido como patrimônio imaterial da UNESCO

Reggae é reconhecido como patrimônio da UNESCO

Você que desde sempre se familiarizou com as canções de Bob Marley já pode comemorar: o reggae acabou de ser reconhecido como Patrimônio Imaterial da UNESCO.

Você que desde sempre se familiarizou com as canções de Bob Marley já pode comemorar: o reggae acabou de ser reconhecido como Patrimônio Imaterial da UNESCO.

 

Reggae é reconhecido como patrimônio da UNESCO

 

Claro que Bob não é o dono do reggae todo, mas ninguém mais popular que ele pra ilustrar o estilo musical jamaicano.

Pra quem quiser saber mais sobre suas essas raízes, esse excelente post do Hypeness conta toda a trajetória do reggae, apontando cantores de suma importância para sua propagação pelo mundo, como Jimmy Cliff, Alpha Blondy e Judy Mowatt.

 

Reggae é reconhecido como patrimônio da UNESCO

 

O reggae, além de música, carrega também todo um movimento social, conhecido como Rastafari. Suas cores são verde, amarelo e vermelho, e os cabelos mantidos em longos dreadlocks pelos seus integrantes são símbolo de resistência e luta dos negros africanos pela afirmação de sua cultura.

 

Reggae é reconhecido como patrimônio da UNESCO

 

O Brasil também possui alguns tesouros listados como Patrimônios Imateriais da UNESCO – ou seja, aqueles que não podemos tocar com as mãos e 38 manifestações culturais e imateriais listadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Entre elas, algumas bem conhecidas:

  1. Roda de Capoeira – Mistura de luta e dança com origem no período da escravidão;
  2. Frevo – Expressão artística do Carnaval de Recife em forma musical, coreográfica e poética que surgiu no final do século XIX;
  3. Samba de Roda – Expressão musical, coreográfica e poética mais importante da cultura brasileira é originária da Bahia e exerceu influência no samba carioca, carrega herança africana na maneira de expressar os traços culturais trazidos pelos portugueses;
  4. Círio de Nazaré – Celebração religiosa de Belém é considerada uma das maiores do mundo. Acontece em forma de procissão juntando milhões de pessoas, instituído em 1793, no segundo domingo de outubro, tem percurso de cinco quilômetros (da Catedral da Sé, na Cidade Velha onde Belém nasceu, até a Praça do Santuário no bairro de Nazaré).

Fotos: Reprodução

Posts Relacionados

Deixe um comentário