filhos dos presidentes que deram trabalho na Casa Branca

Delicie-se com as histórias de rebeldia dos filhos desses presidentes dos Estados Unidos e suas peripécias nos tempos de Casa Branca.

Sobre os filhos dos presidentes dos Estados Unidos que habitaram a Casa Branca, dificilmente a gente escuta qualquer história de rebeldia. Malia e Sasha, por exemplo, filhas de Barack e Michelle Obama, só recebiam elogios.

Mas como nem tudo são flores, alguns herdeiros tocaram bem o terror na residência presidencial – descubra quem são eles e quais suas histórias.

 

 

Alice Lee Roosevelt Longworth

 

Alice Roosevelt

 

A filha de Theodore Roosevelt nasceu em 1884 e morou na Casa Branca quando seu pai foi presidente, no período de 1901 a 1909.

Relatos dão conta que Alice era uma mulher à frente de seu tempo, e se orgulhar disso. Ficou conhecida por fumar no telhado da Casa Branca, andar em corridas de carros com garotos, ficar fora até tarde da noite em festas, fazer apostas em jogos, usar calças e mascar chiclete – na época isso era um ultraje para as mulheres!

Mas não acaba aí: Alice mantinha uma cobra chamada Emily Spinach, em homenagem à sua tia Emily, ali dentro. Reza a lenda ainda que ela teria enterrado um boneco de vodu da próxima primeira-dama no gramado em frente à Casa Branca antes de ir embora.

Alice ficou conhecida como a “Princesa da Casa Branca” e teve uma vida longa depois de tudo isso, vivendo até os 100 anos de idade.

 

 

Quentin Roosevelt

 

 

Já o caçula de Theodore era um verdadeiro pestinha dentro da Casa Branca. Era um garoto briguento, costumava quebrar os móveis da casa e jogava bola de neve nos guardas. Quando um jornalista tentou tirar dele informações sobre seu pai, Quentin rapidamente respondeu: “Eu o vejo ocasionalmente, não sei nada sobre sua vida familiar.” Dizem por aí que ele era o filho favorito do ex presidente. Morreu de forma trágica e prematura na Air Corps aos 20 anos.

 

 

Tad Lincoln

 

Tad Lincoln

 

O mais novo dos quatro filhos de Abraham Lincoln passou por um período em que era a única criança na Casa Branca. O irmão mais velho estava na faculdade, e os outros dois tinham morrido. Dentre as supostas peripécias que aprontou ali estão ter levado cabras para dentro de um jantar oferecido pela primeira-dama, e organizado um bazar com as roupas de seus pais no gramado em frente à casa.

Tad só viveu até os 18 anos, e apesar de aprontar muito ficou conhecido por ter conseguiu poupar a vida de um peru destinado à ceia Natal na Casa Branca.

 

 

Amy Carter

 

Amy Carter

 

A filha do presidente Jimmy Carter tinha apenas nove anos e era relativamente comportada quando viveu na Casa Branca, no período de 1977 à 1981. Ela tinha um gato chamado Misty Malarky Ying Yang.

Pouco tempo depois de sua passagem na Casa Branca, porém, Amy foi presa diversas vezes por liderar movimentos ativistas.

 

 

Patti Davis

 

Patti Davis

 

Filha do ex presidente norteamericano Ronald Reagan (1981 – 1989), Patti ficou marcada como a “ovelha negra” da família. O “problema” começou com o abandono da faculdade e início de uma oposição ao governo de seu pai. Patti se tornou ativa em campanhas contra armas nucleares e chegou a levar outros ativistas para dentro da Casa Branca na expectativa de falarem com o presidente.

À medida que se comprometia com outros movimentos, ela se distanciava de seus pais – e foi criticada na autobiografia de ambos, tanto politica quanto pessoalmente. Em 1994, ela apareceu nua na capa da Playboy. Patti se reaproximou do pai pouco antes da morte de Reagan, em 2004.

 

 

Barbara e Jenna Bush

 

Barbara e Jenna Bush

 

As gêmeas Bush foram as típicas adolescentes que queriam viver a vida louca. Seu pai, George Bush, liderou o governo dos Estados Unidos de 2001 a 2009, quando tinham 20 anos.

Logo no começo do mandato, o namorado de Jenna foi preso por embriaguez pública e teve que ser recolhido pelo Serviço Secreto. Depois disso, ambas as irmãs foram pegas comprando bebida alcóolica com RG falso, e Jenna chegou a ser presa por portar uma garrafa de cerveja. Essas deram trabalho pro papai…

 

 

John Adams II

 

John Adams II

 

O segundo presidente dos Estados Unidos, John Adams, também passou por um barraco familiar. John Adams II, seu filho mais inquieto, foi expulso de Harvard por ter participado de uma rebelião estudantil em 1823. Acabou se apaixonando e se casando com Mary Hellen, que vinha a ser a noiva de seu irmão George. Depois disso começou a beber, a saúde piorou e ele morreu cedo, aos 31 anos.

 

Fotos: Reprodução

Posts Relacionados

Deixe um comentário