ranking das cidades mais prósperas do mundo

Veja a classificação em 2018 desses 149 países na lista da Legatum Institute - do mais ou menos próspero do mundo - e entenda o porque de suas posições.

A instituição filantrópica Legatum Institute divulga anualmente uma lista que classifica todos os países do mundo segundo sua “prosperidade“. Para tanto são levadas em consideração uma série de variantes, divididas em mais de 100 categorias, que depois se somam a nove principais: qualidade da economia; ambiente de negócios; governo; liberdade pessoal; capital social; segurança; educação; saúde; e desenvolvimento natural do meio ambiente. A lista observou as categorias em 149 países, a partir de dados coletados, e a Noruega, pela nona vez, é quem lidera esse ranking – em 2016 ela foi destronada pela Nova Zelândia, mas logo depois voltou ao topo.

Quer saber quais são os países mais (e menos) prósperos do mundo? Confira alguns destaques abaixo e a lista completa no site da Legatum.

149º – Afeganistão: era o 146º país em 2017

65º Brasil: era o 54º país em 2017

53º Argentina: era o 48º país em 2017

37º Israel: era o 38º país em 2017

34º Itália: era o 30º país em 2017

31º Costa-Rica: era o 29º país em 2017

30º Uruguai: era o 28º país em 2017

25º Espanha: era o 20º país em 2017

23º Japão: era o 23º país em 2017

20º França: era o 19º país em 2017

17º Estados Unidos: era o 18º país em 2017

14º Alemanha: era o 11º país em 2017

13º Austrália: era o 9º país em 2017

12º Luxemburgo: era o 14º país em 2017

11º Islândia: era o 13º país em 2017

10º Irlanda: era o 12º país em 2017

9º Holanda: era o 6º país em 2017

8º Canadá: era o 8º país em 2017

7º Reino Unido: era o 10º país em 2017

6º Suécia: era o 5º país em 2017

5º Dinamarca: era o 7º país em 2017

4º Suíça: era o 4º país em 2017

3º Finlândia: era o 3º país em 2017

2º Nova Zelândia: era o 2º país em 2017

1º Noruega: era o 1º país em 2017

 

lista Legatum países mais prósperos do mundo

 

Agora, quer saber em que consistem os nove pilares da prosperidade?

1. Qualidade econômica: classifica o padrão de vida proporcionado pela economia, a economia de inclusão, o anti monopólio político, a participação da força de trabalho, a competitividade comercial e abertura ao comércio.

2. Ambiente de negócios: mede o ambiente empresarial, sua infra-estrutura de negócios, acesso ao crédito e proteções de investidor.

3. Governo: mede o desempenho de um país em quatro áreas – o estado de direito, integridade do governo, desempenho do governo e participação política.

4. Liberdade pessoal: mede o progresso nacional para direitos legais básicos, liberdades individuais e sociais com tolerância.

5. Capital social: mede a força de relações pessoais e sociais, e a participação das normas sociais e cívica em um país.

6. Segurança: classifica os países com base em segurança nacional, segurança pessoal e segurança nas condições de vida.

7. Educação: acesso à educação, qualidade de educação e capital humano.

8. Saúde: mede o desempenho de um país em três áreas – resultados de saúde (física e mental), sistema de saúde e fatores de risco por meio de doenças.

9. Meio ambiente: mede o desempenho em três áreas – a qualidade do meio ambiente, as pressões ambientais e os esforços para a preservação ambiental.

 

Fotos: Legatum

Posts Relacionados

Deixe um comentário