Sabia que Holanda é só o apelido dos Países Baixos? Pois bem, agora eles querem ser chamados pelo nome e sobrenome!

Se você estiver com planos de visitar a Holanda em breve, é melhor se atualizar com relação ao nome do país pra não perder o vôo: a Holanda não quer mais ser chamada desta forma, e pretende abolir o uso do apelido para adotar seu nome real-oficial daqui pra frente – Países Baixos.

A mensagem vem sendo divulgada pelas autoridades do país europeu para ministérios e instituições desportivas e culturais em todo o mundo. Em breve até mesmo seu site oficial de turismo deverá mudar o endereço eletrônico, eliminando o Holland.com.

Países Baixos não quer mais ser chamado de Holanda

A seleção de futebol também não deverá mais usar o nome da Holanda em campeonatos, e o Festival Eurovision, a ser sediado em Rotterdam no próximo ano, junto com as próximas Olimpíadas de Tóquio 2020, serão os primeiros eventos de grande visibilidade a apresentarem sua nova/velha nomenclatura.

Sendo assim, por que usavam Holanda?

A denominação Holanda veio de uma região a oeste do país dividida em duas províncias: a Holanda do Norte e Holanda do Sul. Ambas regiões dominaram o país por muito tempo, e por isso os Países Baixos eram tratados apenas por Holanda.

Já o nome Países Baixos, que é a tradução portuguesa para Netherlands, é derivado da posição geográfica do país: suas terras ficam abaixo do nível do mar. Por ser dividido em 12 províncias, seu nome é plural.

 

Pra quem serve essa mudança?

A ideia certamente tem o objetivo de promover o turismo no país, que vai muito além de Amsterdã, sua capital. A cidade fica localizada na província da Holanda do Norte, enquanto sua sede administrativa fica em Haia, na Holanda do Sul.

Foi no séc. XIX que o Reino dos Países Baixos fundou seus quatro países, sendo um europeu e três caribenhos – Aruba, Curaçao e São Martinho -, mas dividindo seus governos e responsabilidades como países individualizados.

Fotos: Reprodução

Posts Relacionados

Deixe um comentário