Um diamante azul de 25,5 quilates que foi encontrado este ano na África do Sul acaba de ser vendido por quase US$15 milhões. Achou muito? Veja o top 10 dos diamantes mais valiosos.

Um diamante azul raro foi encontrado na mina de Cullinan, na África do Sul, este ano. Considerada a pedra mais preciosa do mundo, ela pertencia à mineradora Petra Diamonds antes de ser vendida esta semana por quase US$15 milhões para um comprador anônimo, segundo notícia publicada pela Bloomberg.

O diamante azul tem 25,5 quilates (aproximadamente 5,1 gramas).

diamante azul raro

 

O que é um diamante?

Diamantes são pedras formadas naturalmente nas profundezas da terra, e feitas basicamente de carbono. A raridade dessa formação é o fator principal de sua valorização, mas existem categorias que diferem os valores finais de cada diamante, respeitando padrões de brilho, cor, lapidação e pureza.

A unidade quilate equivale a 0,2 grama e é usada como medida de peso de pedras preciosas. diamante raros

 

Por que o diamante é a pedra mais valiosa de todas?

A fama do diamante surgiu nos anos 40, quando uma campanha publicitária combinava a união do casamento com os diamantes, dizendo: “Um diamante é para sempre”.

Sua popularidade cresceu quando Marilyn Monroe cantou a música “Diamonds are a girl’s best friend” (diamantes são os melhores amigos de uma garota), no filme “Os homens preferem as loiras” (1953).

diamante Marilyn monroe

 

Quais são os diamantes mais caros do mundo?

10. O diamante laranja – US$35.460 milhões

Diamante laranja

. Diamante laranja de 14,82 quilates
. Bateu recorde mundial quando foi vendido em 2013
. Habitualmente os diamantes rosa e azuis são os mais procurados

 

9. “O Princie” – US$36.570 milhões

Diamante the Princie

. Diamante rosa de 34,54 quilates
. Descoberto há 300 anos na mina de Golconda, na Índia
. Os joalheiros Van Cleef & Arpels compraram o diamante para a família real de Hyderabad
. O nome do diamante é uma homenagem ao filho de Sita Devi, o Marani de Baroda, um extravagante magnata da alta sociedade que vivia em Paris

 

8. O Graff rosa – US$42.890 milhões

Diamante rosa

. Diamante rosa de 24,78 quilates
. Classificado pelo Instituto Gemológico da América (GIA) como “rosa vívido fantasia” devido à sua saturação
. Laurence Graff comprou o diamante e o colocou em um anel

 

7. Estrela rosa – US$67.270 milhões

Diamante rosa vívido

. Diamante rosa de 59,60 quilates
. Também conhecido como diamante Steinmetz
. Comprado pelo lapidador de diamantes Isaac Wolf em 2014, que não deu conta de pagar por ele

 

6. Wittelsbach Graff – US$74.700

diamante Wittelsbach Graff

. Diamante azul de 35,56 quilates
. Descoberto na Índia há mais de 300 anos
. Fez parte das joias da coroa austríaca e depois foi comprado por Laurence Graff
. O joalheiro removeu imperfeições, ato que gerou indignação por parte dos historiadores
. Em 2011 foi vendido ao Emir do Qatar, o Xeque Hamad bin Chalifa, pelo valor descrito

 

5. O centenário De Beers – US$93.300 milhões

Diamante De Beers

. Diamante incolor de 273,85 quilates, porém seu corte original pesava 599 quilates
. Originário das minas de Beers
. O maior diamante incolor da categoria D (em estado perfeito) já encontrado. Significa que não possui imperfeições internas ou externas

 

4. Diamante Hope – US$277 milhões

Diamante Hope

. Diamante azul de 45,52 quilates
. Cor azul a olho nu, mas adquire aspecto avermelhado quando colocado sob luz ultravioleta
. Mito de que a pedra está amaldiçoada e traz má sorte para quem a possui
. Está em exposição no Museu de História Natural Smithsonian em Washington

 

3. O Cullinan – US$373.490 milhões

. Diamante incolor 530,2 quilates (imagem da réplica da pedra bruta acima)
. A maior pedra preciosa em estado bruto já encontrada
. Encontrada na mesma mina onde encontraram o diamante azul há poucos meses
. Atualmente faz parte das joias da coroa britânica

 

2. O Sancy – valor inestimável

. Diamante amarelo de 55,23 quilates em formato de escudo
. Atualmente faz parte da coleção de joias da coroa francesa, no Museu do Louvre
. Seu nome foi uma homenagem a Nicolas de Harlay, senhor de Sancy, um soldado e diplomata francês do século XVI
. Por ser tão raro seu valor exato é desconhecido

 

1. Koh-i-Noor – valor inestimável

. Diamante incolor de 105,6 quilates
. Encontrado em 1294, esteve em posse de governantes sikh, mughal e persas, que o perderam após várias guerras
. Em 1850 recebeu este nome que significa “montanha de luz” em persa
. Foi confiscado pela Companhia Britânica das Índias Orientais e segue na posse da coroa britânica
. Valor desconhecido, mas rumores indicam que ele valeria mais que mil milhões de euros

Fotos: Reprodução

Posts Relacionados

Deixe um comentário