Dicas para introduzir um novo bichinho de estimação na sua família

Tá pensando em adotar um cão ou um gatinho? Então siga essas dicas para dar as boas vindas e fazer da sua chegada à família o mais confortável possível.

Acreditamos que a intenção de quem adota um bichinho de estimação é a melhor possível, mas além do amor incondicional, vem junto com esse novo companheiro uma nova responsabilidade, também muito grande. Então antes de mais nada é preciso ter certeza que estamos 100% preparados pra dar conta do recado.

Campanhas e mais campanhas sobre adoção responsável estão rolando por aí, e uma empresa norteamericana de seguro de saúde para cães e gatos divulgou uma lista de coisas que podemos fazer ao introduzir o novo integrante na família, a fim de deixá-lo mais confortável e à vontade no novo lar.

 

 

1. Permita que seu novo animal de estimação se estabeleça em sua nova casa

Quando trouxer um gatinho para casa, deixe que ele se familiarize lentamente com o novo ambiente. Você pode fazer isso limitando o espaço do animal a uma sala específica (pode ser a sala de estar, por exemplo), por um ou dois dias. Vá acrescentando novos cômodos aos poucos para ajudá-lo a se sentir seguro, e não sobrecarregado.

Também é importante deixar a sua casa preparada antes de recebê-lo – e isso vale para cachorros também -, escondendo cabos elétricos e tomadas abertas. Depois de feito isso, dê bastante tempo para seu bichinho explorar os novos ambientes antes de apresentá-lo a qualquer novo membro da família ou a outros animais de estimação.

 

2. Deixe que o animal se apresente à família 

Às vezes os animais podem se sentir sobrecarregados quando se juntam a uma nova família, mesmo que tenham vivido anteriormente com outra família e crianças. Para evitar que isso aconteça, deixe que ele aborde primeiro as crianças da família, e não o contrário.

Dica: Com cães, considere criar uma reunião calma e controlada com pessoas de todas as idades, colocando o animal em uma coleira que permita ao seu dono controlar e orientar o animal durante todo o processo. Essa é a sugestão do adestrador Nick Jones da empresa de adestramento Alpha Dog Behaviour.

Depois que a introdução for feita, é importante ensinar seus filhos a abordar e interagir com o novo animal de estimação. Pense em carinhos leves sem movimentos bruscos que possam fazer com que o bichinho se sinta ameaçado.

 

3. Use reforços positivos

Quando o novo animal fizer algo positivo, como se aproximar de um novo membro da família ou comer e beber em suas tigelas de comida, use elogios para reforçar seu bom comportamento. Isso os condiciona a se comportarem bem.

Dica: Mantenha potes com biscoitos ou comidinhas especiais sempre ao seu alcance para recompensar o bom comportamento dos animais. Certifique-se, porém, de manter o pote fora do alcance deles.

 

4. Seja paciente

Lembre-se de que cada animal de estimação é diferente e, portanto, responde de maneira diferente ao ser levado para um novo ambiente. Idade e experiências anteriores influenciam muito em seu comportamento – pode haver lacunas em suas habilidades sociais com outros cães e pessoas, por exemplo.

Pode demorar de semanas a meses para que o novo animal se sinta totalmente resolvido e integrado à sua família, mas nunca duvide que este momento um dia chegará – é uma questão de paciência e amor até que tudo entre nos eixos.

 

Fotos: Getty Images

Posts Relacionados

Deixe um comentário