As 25 cenas mais impactantes do cinema (eleitas pela Vanity Fair)

Em comemoração a seus 25 anos, a Vanity Fair soltou uma compilação de 25 cenas impactantes de filmes lançados de 1995 até hoje. Veja quais são.

Perto de comemorar 25 anos de história, a Vanity Fair soltou em seu site uma compilação de 25 cenas impactantes de filmes lançados de 1995 até hoje. São cenas que mudaram a história do cinema mesmo, com comentários dos profissionais que as realizaram. Qual, ou quais entram na tua lista também?

 

1. Hora de Brincar do “Toy Story” (1995) – Todos passaram a cuidar muito bem de seus brinquedos depois de assistir a esta cena…

 

2. Abertura de “Pânico” (1996) – O filme é referência do gênero de terror até hoje, e tudo por conta desta cena. Curiosidade: era pra Drew Barrymore interpretar a personagem de Neve Campbell, mas ela decidiu que seria melhor fazer a cena de abertura. Arrasou!

 

3. I’m the King of the World em “Titanic” (1997) – Depois dessa, “eu sou o rei do mundooooo!” passou a ser a frase mais popular nas embarcações…

 

4. Gutterballs em “O Grande Lebowski” (1998) – Quem achou que a cena poderia causar vergonha alheia se deu mal! Julianne Moore, ainda uma desconhecida, mostrou aqui pra que veio.

 

5. A guerra de Ohama Beach em “O Resgate do Soldado Ryan” (1998) – Uma das cenas de guerra mais impactantes do cinema e também um dos retratos mais fiéis da realidade dos soldados norteamericanos.

 

6. As balas em “A Matrix” (1999) – A estreia desse filme foi realmente um divisor de águas, mas enxergar o trajeto de tiros de bala em câmera super lenta realmente revolucionou o cinema.

 

7. O monólogo de Heather em “A Bruxa de Blair” (1999) – Sem nenhum recurso mirabolante ou efeito especial, Heather sozinha nos deixou desesperados de medo ao perceber que não ia sobreviver.

 

8. Rebole pra ser quadrado em “O Psicopata Americano” (2000) – A preparação para o homicídio com capinha de chuva para não estragar a roupa é brilhantemente pavorosa! Esta cena é uma obra-prima na categoria.

 

9. A luta da madrugada em “O Tigre e o Dragão” (2000) – Nessa cena o espectador se maravilha e se divide entre o que é possível ou impossível de ser verdade nela. O resultado ajudou a enobrecer ainda mais a cultura oriental e a paixão dos ocidentais por ela.

 

10. “King Kong ain’t got shit on me” em “Dia de Treinamento (2001) – A frase, improvisada por Denzel Washington, significa algo do tipo “nem o King Kong pode comigo” e, claro, virou até gíria. Não dá pra ignorar a cena…

 

11. A entrada de Margot em “Os Excêntricos Tenenbaums” (2001) – A clássica entrada do par romântico de Richie, em câmera lenta, com fundo musical de Nico cantando “These Days”, não é pra qualquer um. Para Luke Wilson, intérprete de Richie, “é a cena que revelou a qualidade do trabalho de Wes Anderson” e impulsionou sua carreira. Uau!

 

12. Moore Vs. Heston em “Tiros em Columbine” (2002) – Os documentários de Michael Moore são polêmicos e impactantes, mas esta cena é importante pois nela o diretor entrevista Charlton Heston em sua casa. Heston é vice presidente da NRA (National Rifle Association) e Moore o deixa constrangido ao perguntar sua posição com relação às mortes provocadas por armas de fogo, e por que a NRA se reúne em cidades onde ocorreram assassinatos semanas depois deles ocorrerem.

 

13. Gollum Vs. Sméagol em “O Senhor dos Anéis: As Duas Torres” (2002) – Uma tremenda cena que retrata a bipolaridade, um transtorno que atinge pessoas na vida real. Tenso!

 

14. O último cochicho em “Encontros e Desencontros” (2003) – Mas que raios Bill Murray fala na orelha de Scarlett Johansson no final do filme? A proposta é essa mesma: deixar a dúvida pairando no ar, que segundo a diretora Sofia Coppola, é uma tradição de filmes italianos. Coppola pediu que Murray sussurrasse alguns números aleatórios, mas o ator falou algo que ninguém nunca conseguiu decifrar, e ninguém, nem mesmo a equipe de filmagem sabe o que é. Vamos ter que perguntar pra ScarJo.

 

15. Erica escreve uma peça em “Alguém tem que ceder” (2003) – Por um breve momento o gênero comédia romântica ficou enfraquecido na indústria de cinema, mas a personagem de Erica deu uma alavancada com esta cena: ela chora o amor perdido como se fosse uma adolescente, enquanto os espectadores se desdobram de tanto rir.

 

16. O escolhido em “Star Wars: Episódio III – A Vingança dos Sith” (2005) – Com fãs de Star Wars não se brinca, portanto não tem como superar a cena em que Anakin Skywalker luta contra Obi-Wan Kenobi antes de se transformar no Darth Vader.

 

17. A depilação peitoral em “O Virgem de 40 anos” (2005) – Seria o gostinho de revanche das mulheres que deixou essa cena tão perfeita? Ou a combinação peitoral mega peludo de Steve Carrell + cera? Saiba que ator teve o peito depilado de verdade para dar mais veracidade à reação. Que dor!

 

18. I Wish I Knew How To Quit You em “Brokeback Mountain” (2005) – É a frase marcante da cena mais forte do filme, a tentativa de um deles em renegar o sentimento amoroso e sexual pelo outro. Doeu também.

 

19. A emboscada de “Filhos da Esperança” (2006) – Até então nenhuma emboscada como essa havia sido rodada, e depois disso vieram filmes como “O Regresso”.

 

20. I Drink Your Milkshake em “Sangue Negro” (2007) – Daniel Plainview é um personagem singular que entrou para a história do cinema, mas nesta cena em especial podemos ver claramente porque Daniel Day-Lewis levou o  Oscar de Melhor Ator.

 

21. Peraí! em “Homem de Ferro” (2008) – Até aquele momento os filmes de super heróis dos quadrinhos não eram tão comuns, muito menos cenas extras que só eram exibidas depois de todos os créditos. O cara a cara de Nick Fury com o Homem de Ferro puxou a fila de muitos outros encontros e provou que não vale levantar do cinema antes da hora!

 

22. O herói que Gotham merece em “Batman: O Cavaleiro das Trevas” (2008) – O novo Batman foi apresentado ao público que até então não estava acostumado com efeitos tão especiais nos filmes do gênero. Uma nova geração de super heróis foi iniciada a partir desta cena.

 

23. Quando Bella conheceu Edward em “Crepúsculo” (2008) – Essa cena da primeira parte da trilogia mudou pra sempre os romances adolescentes e abriu caminhos para o sobrenatural. Qual garota não queria encontrar um vampiro pra namorar?

 

24. A perseguição na favela em “Velozes e Furiosos 5” (2011) – A perseguição de Luke Hobbs em uma favela do Rio de Janeiro é uma das cenas mais impactantes do cinema.

 

25. O lugar afundado em “Corra!” (2017) – As conversas entre personagens sobre racismo impactaram o público e revolucionaram o cinema.

Posts Relacionados

Deixe um comentário