Os pretinhos nada básicos de Cannes

Em sua 71º edição, o Festival de Cannes, que começou ontem (09/05) e segue até dia 20/05, foi marcado até agora pelos looks inteiro pretos. Veja aqui os destaques.

Sediado em um dos balneários mais luxuosos do mundo, o Festival de Cinema de Cannes é outra boa oportunidade para as celebridades desfilarem produções ultra elegantes. Em sua 71º edição, o evento que começou ontem (09/05) e segue até dia 20/05 foi marcado até agora pelos looks inteiro pretos.

Comecemos por Cate Blanchett – porque ela merece! Eleita a presidente do corpo de júri deste ano, a atriz esbanjou beleza e consciência ao repetir o vestido Armani Privé usado Globo de Ouro de 2014.

 

Penelope Cruz também pegou carona nessa onda ecológica, e usou um vestido vintage da Chanel para a estreia de seu novo filme, “Todos lo Saben”.

Ambos os vestidos seguem a linha cauda sereia: são mais juntinhos até a altura do quadril, e então começam a abrir gradualmente, em um volume armado, até a barra da saia.

Aqui um outro pretinho de Penélope para o Festival, este mais curto e com uma cauda rendada. Toda uma relação com sua ascendência espanhola, né?

 

Kristen Stewart também faz parte do júri de Cannes, desta vez formado majoritariamente por mulheres. Aqui a atriz em um vestido preto levemente transparente da Chanel, com um detalhe na gola em referência às camisas de smokings. O toque final foi dado pelo broche em formato de leão, todinho cravejado de brilhantes.

 

A modelo Irina Shayk também cruzou esse tapete vermelho a bordo de um vestido inteiro preto e liso, sem nenhuma textura aparente. A peça relativamente simples veio com um ótimo detalhe: bolsos.

 

Nossa amada Úrsula Corberó, atualmente de cabelinho curto, também deu o ar da graça em Cannes a bordo de um vestido preto simples e muito elegante: na parte de cima a peça faz as vezes de camisola, e já na parte de baixo, logo abaixo da linha dos quadris, abre-se uma enorme saia rodada todinha transparente e coberta com camadas de franjas.

 

Com propostas mais minimalistas, Julianne Moore apostou no vestido tipo coluna. Ou seja, o modelo é sem volume na parte da saia, e todinho tubular como uma coluna arquitetônica. O diferencial, porém, está no detalhe do decote assimétrico. As pontas do decote tomara-que-caia são diferentes – uma é mais alta que a outra.

Fotos: Getty Images

Posts Relacionados

Deixe um comentário