Movimento musical do final dos anos 80, o grunge volta à moda nessa última temporada de desfiles internacionais.

O grunge é um estilo musical que surgiu no final dos anos 80 em Seattle, nos Estados Unidos, inspirado pelo hardcore, punk, heavy metal e indie rock. Claro que a música acabou espirrando na moda e um visual bem inovador pra época começou a tomar as ruas.

Kurt Cobain grunge

 

O vocalista da banda Nirvana, Kurt Cobain, suas roupas de padronagem xadrez e muita, mas muita sobreposição de peças, nos serve como referência absoluta desse visual que é fortemente cultivado até a data atual – e foi, inclusive, uma das principais tendências da última temporada de desfiles internacionais (inverno 2020).

 

Dries van Noten

Dries van Noten grunge inverno 2020

Famoso por misturar estampas, o estilista trabalhou xadrez e cobra juntos em sintonia. Outras texturas, como couro brilhante, entraram no mix.

 

Andreas Kronthaler para Vivienne Westwood

Andreas Kronthaler para Vivienne Westwood

O drama é instalado com modelos de volumes exagerados, mas o fator de inovação ficou por conta do styling e da “desconstrução” dos looks.

 

Alexander McQueen

Alexander McQueen grunge

Identificado nos diferentes tipo de xadrez, aqui o grunge é sofisticado.

 

Louis Vuitton

Louis Vuiiton grunge

Styling super poluído, a cartela de cores e o toque vinílico ajudam a formar esse visual grunge.

 

Dior

Dior grunge

Não dá pra chamar a coleção de grunge, né? Está mais pra boho/hippie. Mas a gente lembra do grunge ao bater os olhos nas lãs com carinha de flanela xadrez.

 

Fotos: Reprodução

Posts Relacionados

Deixe um comentário