Você adora plantas mas não tem um quintal, nem sequer uma sacadinha onde cultivá-las? Saiba que existem espécies que não requerem muita manutenção, que sobrevivem com pouca luz e pouca água.

Você adora plantas mas não tem um quintal, nem sequer uma sacadinha onde cultivá-las? Saiba que existem espécies que não requerem muita manutenção, que sobrevivem com pouca luz e pouca água. Espia nossa seleção aí embaixo e leve um colorido pra dentro da sua casa!

. Comedórea

A Comedórea é famosa por vingar em espaços internos e com pouca luminosidade. É uma planta de porte pequeno a médio, dependendo do vaso onde for plantada. Suas folhas são compostas por folíolos de cor verde, podendo variar entre os tons escuros ou claros. Suporta bastante calor, porém o contato direto com sol pode queimá-la.

 

. Aglaonema

É considerada a melhor alternativa para iniciantes e também para aqueles que não conseguem regar suas plantas com muita frequência. A Aglaonema tem pequeno porte e cabe até  em uma mesinha lateral ou em cima da mesa do escritório. Suas folhas têm características marcantes: em geral são grandes e coloridas, puxando para um tom de vermelho em seu interior.

 

. Espada de São Jorge

Com folhas compridas e pontudas, a Espada de São Jorge é chamada de Snake Plant lá na gringa. Também é famosa por ser uma das plantas mais fáceis de cuidar, que sobrevive muito bem em locais fechados se regada de vez em quando – segundo especialistas, “de vez em quando” significa a cada 2 ou 3 dias. São vários os tipos e tamanhos de Espada de São Jorge.

 

. Zamioculcas

A Zamioculcas, ou simplesmente ZZ, também não precisa de muitos cuidados – uma rega por semana já é suficiente -, e é muito brava e resistente – ela se recupera mesmo se todas as suas folhas secarem e caírem! O tamanho da planta varia de acordo com o tamanho do vaso.

 

. Fotônia

Quem resiste a uma planta cor-de-rosa? A folhagem da Fotônia tem coloração pink bem forte, o que pode dar pra sua casa aquele toque de cor que faltava. A Fotônica só se desenvolve em luminosidade baixa a média, portanto não deve ficar exposta diretamente aos raios solares. Fã de regas frequentes e solo sempre úmido.

 

. Costela de Adão

Quem quiser se arriscar com plantas grandes dentro de casa, a Costela de Adão é uma ótima opção. Linda, ela possui aquele aspecto bastante tropical que está super na moda. Cuidados: regá-la da parte de cima para baixo e manter suas folhas sempre limpas. Se ela crescer demais, pode realizar a poda sem medo de estragá-la.

 

. Filodendro Brasil

Uma das plantas mais fáceis de cultivar dentro de casa por ser bastante flexível com relação à luminosidade: ela vai bem tanto com luz direta quanto indireta. Ideal para vasos ou cestas pendentes, mas também para canteiros onde possa se desenvolver para cima – ela possui características de trepadeira, ou seja, vai dominar geral! Seu crescimento inicial é lento, mas a cada verão ela ganha mais vigor. O Filodendro sobrevive por muitos e muitos anos.

 

. Dracena

A Dracena não pede muita luminosidade e nem muitas regas – só “de vez em quando” -, mas fica feliz com podas esporádicas.

Fotos: Reprodução

Posts Relacionados

Deixe um comentário