Quem nunca se arrependeu de ter escolhido o sapato errado para passar o dia? Quando a nossa rotina exige caminhadas ou longos períodos em pé, nossos amados sapatinhos correm o sério risco de passar de acessórios da moda a objetos de tortura. Dor, calos e bolhas são apenas alguns dos vários danos que um sapato desconfortável pode causar aos pés, e se você já está fazendo uma lista mental dos vilões que habitam seu armário (e os saltos altos estão no topo), aí vem a surpresa: em recente entrevista ao site Who What Wear o médico podiatra norte americano Dr. Robert Khorramian declarou que a pior opção de calçado para quem precisa caminhar bastante são as sapatilhas tipo bailarina totalmente sem salto. Khorramian observou que andar por longos períodos sobre calçados desestruturados e sem saltos pode causar a temida fascite plantar, destruir o tecido adiposo embaixo dos pés e favorecer a formação de calosidades. Além das sapatilhas, também entraram para a lista negra as rasteirinhas, os saltos estratosféricos e os sapatos de bico fino – estes últimos por estrangularem os pés e limitarem a circulação. Agora a pergunta que não quer calar: quais seriam as melhores opções de calçados para nossos pezinhos? Segundo o especialista, a regra de ouro é comprar sapatos almofadados sob a sola dos pés e com espaço suficiente para que os dedos fiquem confortáveis. Conforto e saúde X estilo. Quem ganha?

Foto: Getty Images

Regina Lemos é uma advogada apaixonada por moda e beleza. Ela é colaboradora assídua do Blog do MorumbiShopping.