Depois de trabalhar temas ultra modernos e homenagear os designers que causaram mais impacto na história da moda, o Met revelou o tema da sua exposição de 2018: “Heavenly Bodies: Fashion and the Catholic Imagination“.
A mostra vai reunir trajes emprestados do Vaticano, bem como obras de arte religiosa do próprio acervo do Museu, mas o que nos interessa mesmo são os aproximadamente 150 modelos de roupas desenvolvidos por estilistas renomados que prestaram suas homenagens ao catolicismo em alguma coleção do passado. Segundo o The New York Times essa será a maior exposição já realizada pelo Centro de Figurino do Museu Metropolitano de Nova York, e tomará até as galerias medievais do Met.
Apesar do tema ser bastante controverso, o curador da mostra, Andrew Bolton, está confiante que ela inspire a compreensão de seus visitantes, partindo do processo de criação e da construção dessa linguagem por meio das roupas.
A Dolce & Gabbana é notoriamente relacionadas ao tema por já ter utilizado referências religiosas em suas coleções – no inverno de 2013, por exemplo, as roupas foram inteirinhas estampadas com imagens do catolicismo (acima). Mas a marca de Domenico Dolce e Stefano Gabbana não foi a única a beber dessa água. Gabrielle “Coco” Chanel foi criada em um orfanato liderado por freiras, e esse passado teve um papel muito significativo na criação de sua lendária maison.
Também não é segredo para ninguém que a riqueza da arte sacra inspirou e continua inspirando diversos artistas, e essa será a oportunidade de conferir de perto esse trabalho.
Mas antes de chegarmos à exposição… você já consegue imaginar os looks que deverão aterrizar no Baile do Met? Celebrado anualmente no primeiro domingo de maio, em 2018 ele será recepcionado por Rihanna, Donatella Versace – cuja marca deverá patrocinar o evento -, e Amal Clooney. Sabe o que isso significa, né? Muitas famosas vestindo Versace no tapete vermelho!

Fotos: Reprodução.

Da Redação