Com nome inspirado na música “Stuck Inside of Mobile With the Memphis Blues Again“, de Bob Dylan, que tocava no repeat em suas reuniões, podemos dizer que o Memphis Group, além de já nascer cool, definiu o estilo pós-moderno e tornou-se uma das principais referências do design da década de 80. Fundado pelo arquiteto italiano Ettore Sottsass, o movimento reuniu designers internacionais que rejeitavam os padrões estabelecidos e buscavam criar um estilo que rompesse com o tradicional. Assim o “novo design internacional”, como ficou conhecido, fez sua estreia em 1981 na feira de móveis de Milão e causou impacto pela concepção de suas criações: móveis abstratos, angulares, coloridos e divertidos, que representavam uma verdadeira rebelião do design. Na época, a editora de moda Anna Wintour chegou a escrever na New York Magazine que “o mobiliário não havia se divertido tanto até 1981, quando o grupo trouxe sua primeira coleção… a síntese alegre da alusão histórica e do rock’ roll”. O fato é que o movimento Memphis acabou se transformando em uma das maiores expressões da cultura pop e continua servindo de inspiração para o universo do design, da música e da moda. Prova disso foi a recente parceria entre Pier Paolo Piccioli, diretor criativo da Valentino, e dois ex-integrantes do extinto grupo, Nathalie du Pasquier e George Sowden, que resultou na criação de estampas para coleção outono/inverno 2018 da maison, desfilada em março em Paris (em 2011 a Dior já havia usado o movimento como referência para montar sua coleção outono/inverno 2011). Talvez nem o próprio Sottsass pudesse imaginar que aquele estilo irônico e provocativo pudesse atravessar décadas e continuar servindo de referência pra tanta gente!

Foto: Reprodução

Regina Lemos é uma advogada apaixonada por moda e beleza. Ela é colaboradora assídua do Blog do MorumbiShopping.