Imagine a cena: você é convidado pra uma festa no apê de três carinhas, colegas de profissão, que moram juntos pra rachar as contas. Até aí, tudo super normal, a não pelo fato que que esses carinhas são Jamie Dornan, Eddie Redmayne e Andrew Garfield. Wow! Pois saiba que o trio chegou a dividir o mesmo teto na vida real, tipo gente como a gente, quando no começo de suas carreiras. O que ajudou a formar essa tríplice aliança foi a nacionalidade dos atores, recém chegados da Inglaterra prontos para tomar Hollywood. “Nós íamos ao Standard Hotel em West Hollywood e dividíamos um sanduíche pra ganhar desconto no estacionamento”, lembrou Jamie. Tempos difíceis que obviamente eles superaram com louvor.

E sabe quem mais foi colega de quarto de quem? Jude Law e Ewan McGregor! Que sonhe, hein, gente? Os meninos também fizeram isso no começo da carreira, por motivos óbvios de grana, quando decidiram abrir em sociedade uma produtora chamada Natural Nylon, em 1997.

Justin Long e Jonah Hill estrelaram juntos o filme “Aprovados”, mas antes eles dividiram o mesmo apartamento. A amizade, no entanto, subiu no telhado por motivos de incompatibilidade de gênios. Dizem que as tensões começaram por brigas de reciclagem de lixo, algo que Jonah Hill aparentemente leva muito a sério. Na real, a gente sabe que deve ter muito mais babado por trás dessa história.

Sabe o Justin Timberlake e o Ryan Gosling?

Então, antes de se transformarem nos galãs que são hoje eles foram os coleguinhas de quarto, quando ainda eram bem jovens – a dupla pega no batente desde cedo. Eles apresentaram juntos o programa Mickey Mouse Club, que tinha também Britney Spears e Christina Aguilera no elenco, mas apartamento era só dos meninos. Se eles aprontaram muito? Imagina… só roubaram um carrinho de golf dos estúdios na época do tal Club.

E pra fechar essa lista de roommates dos sonhos (será?), saiba que Millo Ventimiglia e Penn Badgley também já dividiram o mesmo apê. Encontrou alguma semelhança entre os dois? Pois eles reconhecem que são mesmo um pouquinho parecidos fisicamente, inclusive Penn confessou que isso o ajudou a entrar em bares com a identidade de seu colega, dez anos mais velho, quando ele ainda era menor de idade. “Quando eu tinha 18 anos, o Millo tinha 28. Usava o RG dele pra entrar nos bares e poder beber”, revelou. (Lá nos Estados Unidos a permissão para venda de bebidas alcóolicas só é liberada para maiores de 21.)

Fotos: Reprodução.

Da Redação