Alcançar a fama não é uma tarefa fácil, mas em muitos casos, “chegar lá” pode acontecer assim, em uma virada quase que inesperada, por puro acaso, por pura sorte (ou até azar). Esse senhor aí em cima, por exemplo, o Papa Francisco. Nascido Jorge Mario Bergoglio, teve vários empregos comuns antes de ingressar na vida religiosa: já trabalhou como faxineiro, técnico de laboratório e até segurança de um bar na Argentina. Você sabia? Então vamos descumprir alguns mandamentos e xeretar na vida alheia, cutucar o passado de mais personalidades…

Gerard Butler, ator escocês famoso por filmes como “300” e “P.S. Eu Te Amo”, estudou direito na Universidade de Glasgow e chegou a trabalhar como treinee em um escritório de advocacia em Edimburgo. Acabou sendo demitido por causa de sua complicada relação com o álcool e aos 25 anos foi para Londres em busca da fama. Anulou a ressaca moral, será?

Imaginou entrar em uma loja de sapatos femininos e dar de cara com o George Clooney? Pois é, isso bem que poderia ter acontecido! O ator trabalhou mesmo como vendedor de calçados e ainda como corretor de seguros antes de cair na indústria cinematográfica. Ah, vamos precisar de um plano de saúde novo…

Antes de estrelar os filmes “Penetras Bons de Bico” e “Os Estagiários”, Vince Vaughn foi salva-vidas na piscina de um clube do YMCA. Quanta gente deve ter se afogado no raso, hein?

Então tá. As histórias do anonimato pra fama são curiosas e tudo mais. Mas e aqueles malucos que traçaram o caminho inverso, que desistiram de tudo e hoje têm empregos comuns?

Uma das reviravoltas mais chocantes foi a do Vanilla Ice, o rapper que estourou nas paradas dos anos 90 com o hit “Ice Ice Baby”. Pois Robert Matthew Van Winkle (isso, é ele na certidão) abriu mão da fama para se tornar um investidor imobiliário. Sua especialidade é reformar casas e revendê-las por um preço mais alto – algo que ele descobriu fazer ainda melhor do que lançar músicas.

Parece que foi ontem que assistimos a fofura do Macaulay Culkin protagonizar filmes destinados ao público infantil, alguns até com temas adultos. Mas o ator-mirim não quis levar a carreira adiante e desistiu antes que pudesse alcançar a puberdade.

Ele descobriu que seu negócio mesmo é música, mas ao invés de criar sua própria banda, Macaulay, que assumidamente que não quer se esforçar muito, e decidiu se tornar em um roadie (que são aquelas pessoas que saem em turnê e cuidam dos instrumentos musicais de bandas famosas antes, durante e depois das performances ao vivo).

Steven Seagal é um clássico caso da vida imitando a arte! O ator que ficou famoso pelos filmes de ação, incluindo “Difícil de Matar” e “Fúria Mortal”, largou a carreira consolidada no cinema para se tornar um xerife de verdade em uma cidade do Novo México. Alguma dúvida de que ele deve ser o melhor?

Fotos: ScoopWhoop, Reprodução.

Da Redação