Vamos iniciar a semana com uma notícia que, além de derrubar um mito, promete nos impulsionar na busca pelo sucesso pessoal. A psicóloga norte americana Angela Duckworth, autora de livro “Grit – The Power of Passion and Perseverance”, revelou à revista Forbes que o talento pode não ser o principal fator determinante das realizações pessoais. Segundo ela, a mistura de persistência e paixão são os verdadeiros responsáveis pela construção de um futuro brilhante. Depois de passar anos estudando as pessoas e tentando desvendar a fórmula capaz de tornar alguns empreendedores tão bem sucedidos, ela concluiu que “o esforço bate o talento quando o talento não leva ao esforço”, ou seja, de nada adianta ser dotado de um QI elevado se não houver empenho e perseverança na busca pelos nossos objetivos.

Em seu estudo a psicóloga também descobriu que, ao lado da resiliência e do trabalho, a paixão pelo que se faz é o fator mais importante para impulsionar as pessoas. Mesmo diante das frustrações e das adversidades, esses apaixonados nem sonham em desistir, já que o caminho para o sucesso é tão importante quanto os resultados finais. E ainda tem mais! Embora o talento seja um facilitador, é a paixão o principal combustível que nos leva ao constante aprimoramento. Duckworth acredita na combinação interesse + ação + propósito + esperança como traços cultivados por pessoas bem sucedidas e conclui: “Nosso potencial é uma coisa. O que fazemos com ele é outra.” Fica o recado, né?

Imagens: Giphy e Getty Images

Regina Lemos é uma advogada apaixonada por moda e beleza. Ela é colaboradora assídua do Blog do MorumbiShopping.